Caminhos do Aprender
Facebook
Caminhos Do Aprender - Espaço Multidisciplinar na Doctoralia

Cadastre-se

Anterior
Próximo
Parceiros

Psicopedagogia ou Reforço Escolar

Chegamos ao segundo semestre do ano, junto a ele a correria para recuperar as notas não alcançadas nos bimestres anteriores. Nesse momento, pais e filhos entram em conflitos na ânsia por resultados melhores. E, assim saem em disparada na busca de reforço e acompanhamento escolar.Nesse momento, há alguns serviços disponíveis como: o atendimento psicopedagógico, o acompanhamento escolar e ou reforço escolar.
O Atendimento Psicopedagógico envolve uma avaliação para observar os fatores intervenientes na dificuldade (transtorno) de aprendizagem sendo esses da ordem cognitiva, preceptiva e ou emocional.
O acompanhamento escolar é sugerido ao aprendiz que não apresenta nenhum transtorno específico de aprendizagem, mas tem dificuldades em seu processo de aprendizagem formal, ou àquelas que já tendo um diagnóstico necessita além do acompanhamento psicopedagógico, um acompanhamento escolar focado nos conteúdos disciplinares.
O reforço escolar é caracterizado essencialmente em conteúdos específicos antevéspera das avaliações.
Cada serviço apresentado tem seu valor especial e atende as mais diversas demandas existentes.
Porém observa-se o desgaste e a cobrança que muitas crianças enfrentam no final do ano letivo pela busca por alguns pontos extras na média por risco de reprovação. E, portanto, recorre ao reforço escolar como solução imediata de uma dificuldade que se estendeu durante um ano letivo inteiro. A priori o reforço escolar pode sanar as dúvidas do aprendiz e auxiliá-lo a conseguir a nota esperada para sua promoção, porém não intervém em seu processo de aprendizagem a fim de identificar a causa da dificuldade para um melhor aproveitamento da capacidade do aluno, gerando por vez lacunas em seu aprender.
Assim, a orientação a ser dada, seria a de uma avaliação psicopedagogica inicial para se observar o perfil da criança e traçar um planejamento adequado que realmente atenda as suas reais dificuldades ou transtorno de aprendizagem, evitando uma auto baixa-estima e desinteresse pelo aprender, ressaltando a importância de um trabalho contínuo que traga segurança e tranqüilidade ao aprendiz durante seus anos letivos.


 

Um abraço,
Edilene Dal'Olio
Educadora Especializada em
Psicopedagogia,  Neuropedagogia